A Justiça condenou, na manhã desta sexta-feria (10), a 17 anos de prisão, em regime fechado, José Itamar Lima, acusado de assassinar a advogada Érika Vanessa de Sousa.

A decisão, porém, dá o direito para que o réu recorra em liberdade da condenação. Além da prisão, a justiça retirou os direitos políticos do acusado até o final da pena.

O crime aconteceu em 2014, quando Itamar agrediu a ex-namorada e depois atirou no rosto da vítima no bairro do Bessa, em João Pessoa. A jurista ainda chegou a ficar internada por cerca de 10 dias no Hospital do Trauma da Capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Da redação – MaisPB
redacao@conceicaoverdade.com.br

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Acompanhe mais notícias do Conceição Verdade nas redes sociais:
Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Entre em contato com a redação do Portal Conceição Verdade:
Telefone: (83) 99932-4468
WhatsApp: (83) 98180-8883
E-mail: redacao@conceicaoverdade.com.br