Secretário-geral do MPF, Eitel Santiago sai em defesa de Bolsonaro

Secretário-geral do MPF, Eitel Santiago sai em defesa de Bolsonaro

Secret√°rio-geral do Ministério Público Federal, o paraibano Eitel Santiago, saiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro em rela√ß√£o ao conteúdo do vídeo divulgado da reuni√£o ministerial do último dia 22.

Em entrevista à CNN, Eitel disse que n√£o vê no vídeo provas de interferência o gestor na Polícia Federal.

"Vi o vídeo e nele n√£o aparece qualquer indício de interferência do presidente em alguma investiga√ß√£o que esteja em curso. Sobre o tema, o vídeo é um risco na √°gua", disse Eitel.

Ele discordou de fala do ex-procurador-geral da República, Cl√°udio Fonteles, à CNN, de que o vídeo prova a interferência.

"Penso de forma diferente. Na minha opini√£o, a fala de Fonteles é fruto de lament√°vel facciocismo político", disse.

Para Santiago, Fonteles é simpatizante do PT e "deixou que a paix√£o política contaminasse a própria atua√ß√£o dele na chefia do MPF"

"Por isso, ele impediu uma investiga√ß√£o logo no início do Governo Lula. A investiga√ß√£o atingia Carlos Cachoeira, Waldomiro Diniz, José Dirceu e o próprio Presidente. Pois bem, a interferência direta e arbitr√°ria de Fonteles, n√£o permitiu a investiga√ß√£o que era conduzida pelo subprocurador-geral Santoro. Naquela oportunidade, a a√ß√£o deletéria de Fonteles criou, no governo do PT, o sentimento de impunidade que o levou a instituir o Mensal√£o e desaguou, depois, no Petrol√£o. Desse modo, carece Cl√°udio Fonteles de autoridade para pressionar o atual PGR, dizendo, antes da conclus√£o do inquérito, que houve interferência de Bolsonaro na Polícia Federal", destacou.

MaisPB com Blog do Maurílio Júnior