Ex-dono da Avianca preso hoje pela Lava Jato foi professor de Lula

José Efromovich: "Ele aprendeu, com certeza, muito mais do que os outros professores, do que a vida e do que a política lhe propiciou".

Ex-dono da Avianca preso hoje pela Lava Jato foi professor de Lula

Os empresários Germán Efromovich e José Efromovich, ex-donos da Avianca Holdings, foram presos na manhã desta quarta-feira (19), em São Paulo/SP, no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo as investigações, os empresários que são donos do estaleiro Eisa – Estaleiro Ilha S.A, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro/RJ, estariam envolvidos em esquemas de corrupção envolvendo contratos de construção de navios firmados pela Transpetro.

De acordo com o MP, o grupo pagava R$ 40 milhões aos executivos da Petrobrás e Transpetro para fraudar o caráter competitivo das licitações.

O esquema aconteceu em 2008 e a propina paga entre 2009 e 2013. Segundo a Polícia Federal (PF), a Transpetro teria tido um prejuízo de R$ 611 milhões.

As duas prisões são preventivas e foram convertidas em prisão domiciliar por conta da pandemia do coronavírus.

José Efromovich, na década de 70, foi professor de matemática do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em um vídeo gravado em 2013, no Instituto Lula, Efromovich conta esse fato e diz que o petista era um aluno "participativo" e "assíduo" em suas aulas.

"Ele aprendeu, com certeza, muito mais do que os outros professores, do que a vida e do que a política lhe propiciou", afirmou o empresário na ocasião.

A informação é do O Antagonista.