Esportes andrés sanchez

Augusto Melo nega saída de Carlos Miguel, culpa "traidores" por perda de patrocinador e diz que Corinthians "está sangrando"

O presidente do Corinthians, Augusto Melo, responsabilizou os “traidores” pela crise recente do clube, que resultou na saída da Vaidebet, patrocinador master do clube até a semana passada.

Por PCV Comunicação e Marketing Digital

10/06/2024 às 16:33:27 - Atualizado há

O presidente do Corinthians, Augusto Melo, responsabilizou os “traidores” pela crise recente do clube, que resultou na saída da Vaidebet, patrocinador master do clube até a semana passada. Em uma longa entrevista coletiva, Melo afirmou que não pretende renunciar ao cargo e descartou qualquer possibilidade de impeachment, destacando que foi eleito pelos sócios. Após 16 anos de gestão do grupo Renovação e Transparência, comandado por Andrés Sanchez, Melo assumiu a presidência no início do ano e, desde então, tem enfrentado diversas polêmicas. A rescisão do contrato com a empresa de apostas foi o ponto alto da crise, com suspeitas de corrupção no repasse do valor acordado e uma debandada na diretoria.

“Não vou largar o cargo. Eles vão ter que nos engolir. O Corinthians vai ser tocado de verdade a partir de agora, sem política. As pessoas que não aceitam que perderam as eleições, será que são corintianos de verdade? Será que querem o bem do Corinthians? Infelizmente, as pessoas não querem o bem do Corinthians, usam isso politicamente para a gente ter esses problemas todos, principalmente financeiramente, porque eles sabem que essa gestão está resgatando grandes empresas, grandes nomes que acreditam na gestão”, disse o mandatário. “Estou colocando de novo na rota, errei em colocar algumas pessoas aqui. Amigos estarão da porta para fora, os que estão aqui hoje são de verdade e têm competência. Eu errei e estou consertando. Traição é a pior coisa que existe na Terra. Você nunca sabe de onde vem.” Augusto Melo não citou nenhum desertor nominalmente, mas declarou que são traidores “aqueles que saíram”.

Além da saída do patrocinador, o clube também perdeu dois diretores e o diretor jurídico nos últimos dias. Melo anunciou a contratação de um novo diretor jurídico (Estou colocando de novo na rota, errei em colocar algumas pessoas aqui. Amigos estarão da porta para fora, os que estão aqui hoje são de verdade e têm competência ) e prometeu revelar em breve o novo diretor financeiro. Quanto ao superintendente de marketing, Sérgio Moura, seu contrato foi suspenso devido às acusações de envolvimento no caso de corrupção. “A polícia está verificando quem colocou e quem está envolvido. O nosso compromisso é o Corinthians”, disse Melo, que também defendeu Marcelo Mariano, seu diretor administrativo. “Está no clube há vários anos, um diretor competente e até que se prove o contrário. Não se tem que falar em off, eles que provem o que falaram. Não existiu nenhum requerimento sequer.”

O presidente do alvinegro também desmentiu os rumores sobre a saída do goleiro Carlos Miguel. Após a saída de Cássio, surgiram especulações nas redes sociais e na imprensa sobre a transferência do jogador para o futebol inglês. No entanto, Melo afirmou que não há nenhuma proposta concreta pelo atleta, embora tenha admitido que vai ao mercado buscar um novo goleiro. A multa rescisória de Carlos diminuiu significativamente nesta temporada, o que facilita a compra para clubes europeus endinheirados. A torcida do Corinthians demonstrou insatisfação com os rumores de saída.

Publicada por Felipe Cerqueira

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Fonte: Jovem PAN
Comunicar erro
Portal Conceição Verdade

© 2024 Todos os direitos reservados ao Grupo PCV Comunicação e Marketing Digital
REDAÇÃO: 83-9.9932-4468

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal Conceição Verdade