Prefeito de Cuité tem nome incluso no rol dos mais pagadores pela Justiça do Trabalho

Prefeito de Cuité tem nome incluso no rol dos mais pagadores pela Justiça do Trabalho

CAMPINA GRANDE – O juiz da 7a Vara do Trabalho de Campina Grande/PB, incluiu nesta segunda-feira (6), o nome do prefeito de Cuité, no Curimataú paraibano, Charles Camaraense (Cidadania), no rol de maus pagadores dos sistemas conveniados SPC/Serasa.

O nome do gestor cuiteense também foi incluso no BNDT (Banco Nacional dos Devedores Trabalhistas).

O magistrado manda ainda o secretário de finanças do município de Cuité, Adroilzo Fonseca, bloquear 30% dos vencimentos de Charles, para pagamento de débitos trabalhistas.

Entenda o caso:

Charles quebrou a Cerâmica Camaraense, a qual vendeu na campanha de 2016, ao empresário Medeirão.

Entretanto, deixou muitos trabalhadores a ver navios, pois não honrou seus vencimentos e muito menos as obrigações sociais.

Os trabalhadores buscaram seus direitos junto a Justiça do trabalho, sendo vencedores em diversos processos.

Durante a campanha eleitoral de 2016, quando foi candidato a prefeito de Cuité, Charles se dizia um empresário bem sucedido e, que, além de abrir novas fábricas na Capital do Curimataú, como por exemplo, a fábrica de cano, que geraria cerca de 90 empregos diretos e a famosa fábrica Paquetá, que abriria espaço, logo no início do seu mandato, para mais 300 postos de trabalho e outros indiretos.

Porem decorridos 42 meses de gestão, o que se viu foi que o prefeito não passa de um falso profeta, pois não abriu fábrica alguma e ainda vendeu a que tinha, sendo mais grave, o calote que ele deu nos funcionários da antiga Cerâmica Camaraense.

Ele anda tão nervoso que neste sábado (4) a tarde, durante seu programa semanal de rádio na 89 FM, chamou no ar um cidadão de "filho da puta" só porque reclamou da falta de água em sua comunidade.

Da redação