Santos tem mais uma semana decisiva na política do clube; entenda

O Santos mais uma vez tem uma semana decisiva na política do clube. Nessa terça-feira (30) será realizada a assembleia do Conselho Deliberativo, tendo como item da pauta [...]

Santos tem mais uma semana decisiva na política do clube; entenda

O Santos mais uma vez tem uma semana decisiva na política do clube. Nessa terça-feira (30) será realizada a assembleia do Conselho Deliberativo, tendo como item da pauta a avaliação e votação das contas do clube do ano de 2019.

O balanço financeiro de 2018 foi reprovado pelo mesmo conselho no dia 15 de abril, e novamente no dia 14 de maio. No dia 16 de junho, o Conselho Deliberativo foi convocado de novo, desta vez para votar uma abertura de processo de impeachment contra o presidente José Carlos Peres e seu comitê de gestão. Na ocasião, 79 membros votaram contra a abertura do processo e apenas seis foram favoráveis.

Desde que foi eleito, em 2017, José Carlos Peres teve poucos dias de tranquilidade. Em seu primeiro ano de mandato, em 2018, ele teve uma abertura de processo de impeachment após o conselho deliberativo acatar duas acusações contra o executivo. A primeira apontava irregularidades em uma portaria publicada por ele, definindo que as novas contratações do time deveriam ser decididas por ele mesmo, ignorando assim o Comitê de Gestão, principal órgão administrativo do clube. Na segunda, foi acusado de ser sócio de uma empresa de agenciamento de jogadores, o que é proibido pelo estatuto do Santos.

As duas ações, apesar de aprovadas pelo Conselho Deliberativo, foram reprovados pelos sócios do clube, o que fez com que Peres se mantivesse no comando.