Em Serra Branca, moradores cobram justiça por morte de comerciante

Em Serra Branca, moradores cobram justiça por morte de comerciante

Moradores de Serra Branca, Cariri paraibano, organizaram uma mobilização nesta sexta-feira (12) para lembrar a morte do comerciante Normando Pereira. Ele foi assassinado no dia 13 de junho do ano passado e, desde então, o crime não foi solucionado.

A carreata foi iniciada na frente da loja de peças automotivas, que pertencia a vítima, e percorreu algumas ruas da cidade. Além dos amigos de Normando Pereira, alguns familiares participaram do ato.

Cartazes pediam justiça e os participantes do protesto usavam fitas brancas e flores que foram deixados em frente à residência onde o comerciante morava.

Familiares da vítima acreditam que a mobilização vai pressionar as autoridades a buscarem uma resposta para o assassinato.

A organização da mobilização orientou os participantes a utilizar máscaras e obedecer ao distanciamento para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Todos eles estavam utilizando álcool em gel.

Entenda

Normando Pereira tinha 57 anos e foi encontrado morto na manhã do dia 13 de junho na granja onde morava, às margens da BR-412. No corpo havia sinais de dois disparos de arma de fogo, um na região do pescoço e outro no abdome.

A notícia chocou os moradores da cidade de Serra Branca, já que ele era bastante conhecido. Até hoje, um ano depois, ninguém foi responsabilizado pelo crime.