Trabalhos literários de sete cearenses são selecionados em edital nacional

Trabalhos literários de sete cearenses são selecionados em edital nacional

Sete cearenses foram selecionados no quinto edital da série "Arte como respiro: múltiplos editais de emergência".

A iniciativa, realizada pelo Itaú Cultural, foi lançada no início de abril com o objetivo de acolher e apoiar os artistas sujeitos a atuar isoladamente durante o período de recolhimento, devido à pandemia do novo coronavírus.

Daqui, foram selecionados os escritores Argentina Castro, Barbara Leite Matias, Cícero Almeida da Silva, Claudia Regina Albuquerque e Souza, Francélio Figueredo Alencar, Levi Mota Muniz e Nádia Camuça.

A relação completa dos nomes de todo o Brasil podem ser conferidos no site do Itaú Cultural.

O edital, voltado para a literatura, possuía duas categorias: Escrita – prosa ou poesia e Poesia Falada – vídeo. Todos os cearenses foram contemplados na categoria Escrita.

O chamamento propôs um exercício literário de fabulação do futuro da humanidade e de cada indivíduo na pós-pandemia. No total, 200 trabalhos de 24 estados diferentes foram escolhidos, de diferentes perfis sociais, de escolaridade, étnicos e de gênero.

Reconhecimento

Cada produção selecionada, em ambas as categorias, receberá o valor bruto de R$2,5 mil. Fica a cargo do Itaú Cultural a forma de exibição, podendo chegar ao público por meio da grade de programação virtual da organização, por suas redes sociais ou, ainda, pelos canais e mídias dos próprios artistas.

A categoria Escrita – prosa ou poesia, em que foram contemplados os cearenses, recebeu obras realizadas em poesias e minicontos de até 800 caracteres, que levaram os autores e autoras a fazer um exercício literário de fabulação do futuro da humanidade e de cada indivíduo na pós-pandemia.

Por sua vez, para a categoria Poesia Falada, foram inscritos projetos de audiovisual de 30 segundos produzidos neste período refletindo a visão dos artistas sobre o período do pós-pandemia.

Fonte: Diário do Nordeste