Anuncie Aqui - Local 01

PB passa de três mil mortes por coronavírus e pode ter alta de casos em novembro, diz secretário

Por PCV Comunicação e Marketing Digital em 20/10/2020 às 08:39:31
Eleições, relaxamento de medidas preventivas e o retorno de aulas presenciais em João Pessoa e Campina Grande podem contribuir com o aumento de mortes e novos casos da doença. Coronavírus: Prefeitura de João Pessoa convoca 61 médicos aprovados em seleção

PMJP/Divulgação

A Paraíba alcançou a marca de 3.001 mortes e 128.549 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, nesta segunda-feira (19). Conforme o secretário de saúde do estado, Geraldo Medeiros, a previsão é de que haja uma alta de novos casos e mortes causadas pela Covid-19 na segunda quinzena de novembro deste ano.

Paraíba confirma segunda morte de criança por síndrome associada à Covid-19

"Nós estamos diante de um quadro que durante vários meses se manteve no platô sustentado. Há um mês iniciou um processo de declínio da curva, a diminuição do número de [casos] notificados e óbitos. Já nas últimas duas semanas houve um pequeno aumento no número de óbitos e casos novos notificados, em decorrência das eleições, no interior, principalmente com aglomerações, o relaxamento da população sobre o uso de máscara, lavagem das mãos e distanciamento", explicou Geraldo.

Segundo o secretário, com as eleições e o retorno de aulas presenciais em João Pessoa e Campina Grande, a tendência é de que o número de casos notificados e de mortes aumente na segunda quinzena de novembro e em dezembro.

Apesar da previsão de aumento, o secretário afirma que medidas de isolamento não estão sendo discutidas pela secretaria, devido à estrutura hospitalar do estado. No entanto, Geraldo Medeiros reforça que a pandemia não acabou, e que a população deve continuar usando máscara, lavando as mãos e respeitando o distanciamento social.

"Não há previsibilidade (de discutir medidas de isolamento) desde que tenhamos leitos suficientes. O que nós aconselhamos é tentar conviver até a chegada da vacina com máscara, regras sanitárias e leis de prevenção que é o único meio que temos", prosseguiu.

Número de mortes triplica em três meses e 10 dias na PB

A quantidade de mortes triplicou no estado no período de três meses e 10 dias. Os primeiros mil óbitos causados pela doença foram registrados no início de julho, enquanto os dois mil foram notificados em agosto.

João Pessoa lidera o ranking de cidades do estado com o maior número de mortes, com 961 óbitos confirmados. Em seguida, Campina Grande ocupa a segunda posição, com 398 mortes causadas pela doença.

O maior número de mortes confirmadas por dia no estado desde o início da pandemia foi de 46 óbitos, que foram notificados no dia 30 de julho.

Jornaista Karina Araújo morre aos 48 anos por Covid-19, na Paraíba

Reprodução/WhatsApp

Uma das mortes que constam nos dados é a da jornalista Karina Araújo, que morreu aos 48 anos. Ela se dedicou por anos ao relacionamento com a imprensa por meio da 3ª Gerência Regional de Saúde da região de Campina Grande. Também realizou trabalho na Polícia Militar, colaborando com as informações sobre ocorrências que abrangiam a região do 4º Batalhão da Polícia Militar (4º BPM).

Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba

Fonte: G1/PB

Comunicar erro
Paraiba de Premios
Anuncie Aqui - Local 03