Cartaxo é fruto da arrogância de Ricardo Coutinho e não de sua história

Cartaxo é fruto da arrogância de Ricardo Coutinho e não de sua história

Quando em 2012 o então governador da Paraíba e ex-prefeito de João Pessoa e super bem avaliado Ricardo Coutinho decidiu apostar em Estelizabel Bezerra, uma desconhecida ao invés de aposta no nome de Luciano Agra, prefeito de João Pessoa que foi escanteado e terminou apoiando o hoje prefeito Cartaxo, Ricardo apostava em sua força em eleger um poste. Terminou perdendo duas eleições sucessivas em João Pessoa ao em 2016 apostar não mais em Estela e lançar a sua secretária Cida Ramos, a história mostrou que só em 2018, RC conseguiu eleger o poste.

Luciano Cartaxo, quer seguir o exemplo de Ricardo e apresentará hoje às 19h, em transmissão ao vivo pela internet, o nome da ex-secretária de Educação do município Edilma Freire como candidata do Partido Verde à sucessão, nas eleições de novembro. Nas últimas horas, Cartaxo, que é presidente do diretório estadual do PV, caiu em campo para assegurar a unidade do seu grupo político e o empenho pela eleição da pré-candidata que fará sua estreia na disputa de mandatos. Promoveu reunião com cinco vereadores do PV na Câmara – Milanez Neto (líder do governo), João Bosco (Bosquinho), Lucas de Brito, João dos Santos e Humberto Pontes, mas esqueceu da história recente de João Pessoa que não gosta de poste.

Luciano quer que a gestão seja analisada não apenas pela Educação, mas "pelo conjunto de investimentos" com vistas a fazer João Pessoa avançar em padrões urbanísticos e qualidade de vida, tal como atestado por organismos isentos. A pressão em torno de Cartaxo para definição de candidatura vinha se intensificando desde o ano passado, mas ele procurou conciliar o projeto político com a prioridade administrativa e, excepcionalmente este ano, com o enfrentamento à pandemia do coronavírus, e terminou querendo apresentar um poste, desconhecida e que deve rachar de vez a base do prefeito.

Cartaxo é uma sequencia de Ricardo Coutinho em João Pessoa, e por terem a mesma origem talvez apostem muito fortemente no seu poder pessoal de convencimento e de apoios, mas 2012, 2014, 2016, 2018 não foi suficiente para Luciano aprender que ele foi o fruto de Luciano Agra e das apostas ruins feitas por Ricardo em 2012, quando Agra não podendo ser candidato e sendo impedido por seu partido o PSB, teve que buscar um nome para mostrar ao desafeto Ricardo que tinha força e terminou elegendo um politico comum e sem liderança como prefeito da capital paraibana.

Cartaxo é fruto da arrogância de Ricardo Coutinho e não de sua história.