Bate-boca em Conde: Aluisio Régis ataca Fernando Boca Louca e pré-candidato faz BO

Bate-boca em Conde: Aluisio Régis ataca Fernando Boca Louca e pré-candidato faz BO

O pré-candidato a prefeito do município de Conde, Fernando Araújo (MDB), conhecido como Fernando Boca Louca, foi ameaçado pelo ex-prefeito da cidade e presidente do Diretório Municipal emedebista, Aluisio Régis, na manhã desta quarta-feira (22). O caso aconteceu em um empreendimento comercial da cidade, e teve ares de bate-boca. Em contato com o Paraíba Já, Fernando garantiu que já registrou um boletim de ocorrência contra o ex-gestor.

De acordo com Fernando, no momento que atendeu o contato da reportagem, ele estava saindo da delegacia. Ele garantiu que vai dar entrada em uma representação – um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) – contra Aluisio Régis.

As ofensas, segundo Fernando em tom de ameaça, foram feitas de forma gratuita. Ele relata como aconteceu a situação.

"Estava sentado com meu filho em um comércio da cidade, conversando, quando ele parou o veículo, desceu, e já veio falar. EU sou pré-candidato [pelo MDB], mas para ele, ele é o dono do partido. Eu disse que não tem problema, mas ele foi logo me detratando, chamando de doido, de verme rastejante, em tom de ameaça. Todos ouviram, tem câmera no local. A situação foi essa, ele já chegou me atacando. Respeito ele, mas ele sempre vem me detratando", afirmou Fernando Araújo.

Para o pré-candidato, é complicado essa situação, já que ele está em momento de movimentações eleitorais e o presidente da sua sigla fica lhe atacando. "Onde ele chega é me detratando, falando mal de mim, e isso é ruim para mim", disse Fernando.

"Sempre ando com a verdade e transparência, quem quiser andar com suas coisas e ameaças que ande, não tenho medo de ameaça", completou.

Aluisio e Karla: aliança detonada

Aluisio Régis vem marchando ao lado da pré-candidatura da sua nora, Karla Pimentel (PSD). Ela também é nora da ex-prefeita Tatiana Lundgren.

"Se ele quiser apoiar a candidatura de Karla, não tem problema, que banque em outros partidos. Não vejo problema algum, só não pode querer mandar no partido", disse Fernando, antes de destacar que tem linha direta com o presidente estadual do MDB, o senador José Maranhão.

Veja boletim de ocorrência