Anuncie Aqui - Local 01

DEUS AGE QUANDO CHEGAM AS SITUAÇÕES DIFÍCEIS

FÉ EM PRATIC

Por Arruda Júnior em 27/04/2020 às 16:01:36

DEUS AGE QUANDO CHEGAM AS SITUAÇÕES DIFÍCEIS


Vamos relembrar as palavras de Jó: "Bem sei que tudo podes, e que nenhum dos teus planos ser frustrados" - Jó 42.2. Que maravilha. Nosso Deus é poderoso, opera maravilhas. Nesta reflexão, vamos falar um pouco sobre as situações difíceis, adversas, aqueles momentos da vida quando, aos nossos olhos, tudo parece tão complexo, tão complicado, a solução é quase zero. Para o Senhor, porém, é possível. Ele tudo pode, ele é a nossa suficiência nas situações difíceis.


Quando não temos luz suficiente, quando não temos luz para todo caminho, o Senhor nos dá a luz para darmos o primeiro passo – João 8.12; Salmo 27.1; Isaías 50.10. Quando não temos certezas da vontade de Deus, quando vem a dúvida, a insegurança, é bom lembrar estes textos da Palavra – Colossenses 3.15; Salmo 32.8; Isaías 58.11. Quando o medo nos assusta diante de um fato novo, quando o inimigo nos cerca e ficamos no beco sem saída.


Às vezes nos vemos em situações semelhantes à que Jeremias enfrentou. Deus sempre envia socorro e livramento, Deus nunca atrasa – 2 Reis 6.15-17; Jeremias 38.6,10-13. Quando o dinheiro acaba, os recursos se esgotam. A torneira secou, o crédito acabou, a porta se fechou, a conta para pagar chegou, a figueira não brotou, o curral esvaziou, a esperança falhou, a alegria murchou, a saúde abalou, a fé fracassou, o dinheiro bateu asas e voou, será que Deus me abandonou? Quando o quadro está assim, é bom lembrarmos a história da viúva de Sarepta – 1 Reis 17.8-16. Deus supriu suas necessidades. O nome Sarepta quer dizer: fornalha de fundição.

Às vezes Deus nos permite passar por situações que são verdadeiras fornalhas de fundição. Se o dinheiro acabou, Deus é fiel para gerar recursos. Quando você perdeu tudo: Amigos, crédito, emprego, saúde, ânimo, a vontade de lutar, a família, a esperança, a alegria, a coragem, o rumo, os castelos ruíram. Você jogou a toalha, você beijou a lona, sentiu o amargo na boca, a língua secou, a mão esfriou, tudo zerou. Paulo, o apóstolo, viveu essa experiência quando escreveu 2 Timótio 4. Olhemos devagar e com atenção estes versículos: 10,14,16. Mas agora, olhe o que ele diz depois: "Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças, para que, por meu intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida, e todos os gentios a ouvissem; e fui libertado da boca do leão" - v. 17. Quando perdemos tudo, todos nos abandonam, Deus é fiel e nos assiste, não nos abandona.


Paraiba de Premios
Anuncie Aqui - Local 03